segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Engano

Sabe aqueles dias em que você acorda com a sinceridade te socando a cara, gritando seu nome? Sabe?
Aqueles dias em que você acorda meio Hitler, apontando o dedo na cara de todo mundo, julgando todos, não somente os judeus como o nosso ‘amigo de bigode’ citado acima ?
Aqueles dias em que você pensa que a verdade esta do seu lado, mesmo sabendo que a verdade não tem lado algum, e se tivesse seria bipolar?
Aqueles dias sabe?
Aqueles. Tipo hoje.
Acordei assim e já vou adiantando minhas desculpas para o caso de algum mal entendido. Acordei e fui direito pro espelho, dei de cara com a minha primeira (e única) vitima. Falei tudo o que queria e também o que não queria. Falei. Vomitei todas aquelas palavras e meias palavras e palavras inteiras em cima dela sem pudor algum. Gritei verdades que ela já sabia, verdades que ela não sabia e milhares de vezes aquelas que ela não queria saber. Gritei mesmo. Sabe como é, né? Às vezes gritar ajuda no entendimento, ainda mais no dela que parece que só funciona na raiva.
Fiz papel de louca e ela só me olhava com aqueles olhos estáticos, acredita?
Eu gritei, eu briguei, fiz de tudo um carnaval, e aquela menina dos olhos grandes não parava de me olhar, me olhava sem dizer nada. Também, com aquele olhar pra que palavras?
Ela gritava por aqueles olhos “eu sou você, eu sou você” e eu ria, ria como louca.
Eu sou você? Até parece...

16 comentários:

Jóta disse...

Sei como é, ja me deparei com um fracassado na frente do espelho algumas vezes...

Bjo no coração.

s2 Raah s2 disse...

Olá, faz um tempo que não apareço, mais voltei!
Desculpe pelo sumiço!

O pior dia, é o mais verdadeiro, não é mesmo?

eu acho.
Bjuundah
;*

Finim disse...

Você faz isso ainda?
rsrs

Brincadeira!

Passa no meu...
Bjjjjj

Jana disse...

Sua melhor amiga e pior inimiga.
Nem sempre é fácil lidar com todos estes que moram aqui dentro.

:)

Tony Manero disse...

Naqueles dias... aiai. Tem até musiquinha do Penélope sobre isso.

"Hoje estou rubra abaixo da cintura..."

Coitada da Mih do outro lado.
Gostei do texto,mas prefiro os de desamor,xisdê!

Pekena garota disse...

Ah, o espelho revela surpresas, né. Algumas que a gente preferia que ficassem ocultas...rs
xD Bjusss

Luiz Calcagno disse...

Não sei se fiquei doente por passar por isso, ou porque estou precisando de um dia desses. Me lembrou Marcas de Uma Lágrima, do Pedro Bandeira.

Gaby Soncini disse...

Sua melhor amiga e pior inimiga.
Nem sempre é fácil lidar com todos estes que moram aqui dentro.[2]

Belissimo post.

Afobório disse...

acho que existem muitos de nós em nosso próprio interior, é uma luta constante, pois o monstro que vence hoje, perde amanhã, e assim nossos cães internos vão se alternando no poder, hoje por isso, amanhã por aquilo, mas acontece com todo mundo.

sorte e luz.

mateusbonez disse...

Eu AMO fazer papel de louco ( me identifiquei ) SKAOSKOSAk.

Aguardo a visita e comments ;D
http://tiomah.blogspot.com/
Beiijão :*

Priscila ઇ‍ઉ disse...

ooiq-²
UIOHDIAUHDAOSIUHDASIUHADS '

aa,brigada amr *-*
vs tbm arrazou bgs :*

Luana disse...

Parafraseando Tati Bernardi... como você pôde brigar com a única pessoa que pode te fazer feliz?
Gostei muito do teu blog.

Thaynah disse...

Sei exatamente como é.
Em grande parte das vezes, odeio me olhar no espelho.
É como se eu estivesse a me dissecar viva. Vejo tudo o que eu queria ser e não sou, o que eu queria não ser, e sou. Como você disse, um soco na cara.

Lindo como sempre.

Beijo.

GUILHERME PIÃO disse...

É bom desabafar, nos revigora.
Abraços

Jéssica disse...

espero que decarregue um pouco dessa sinceridade excessiva, nos seus comentários sobre meus posts.
hahaha

sinceridade é sempre positiva, mesmo que pra sí mesma! né? :)
beijão linda

Danielle Cristina disse...

Nunca consegui me deparar com um espelho e vomitar tudo que estava intalado, sempre que engasgo acabo descontando em alguém e pondo tudo pra fora, e sempre é com alguém que mais gosto, nunca consegui encontrar a solução em mim mesma!