quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Merda!

Solidão é um bicho chato pra caramba, às vezes até me tira o sono. Já são 7:15 da manhã e meus olhos estão tão abertos quanto qualquer coisa. Minha mãe já foi pro trabalho e disse que me liga às 11:00 para eu não esquecer de tomar meu remédio; vai tocar Elephant Gun e eu vou atender o celular com uma puta raiva por ter que acordar. Do outro lado da linha minha mãe vai dizer “não esquece de tomar o remédio” e eu vou resmungar uma resposta qualquer, desligar o telefone e voltar a dormir. Isso se até lá meus olhos estiverem cansados e fechados.
Minha irmã está no outro quarto, o dela, dormindo. Ela diz estar cansada demais ultimamente, acho que é de tanto gritar. Se existe, no mundo, uma pessoa que não sabe dizer nada sem gritar, essa pessoa é a minha irmã. Agora já são 7:25, acabei de levantar para abrir a porta para Hanna, minha gata, sair. Também descobri que aquele celular chato da minha mãe, desperta mesmo desligado (a prova de que ele é realmente bem chato). Era ele que eu boicotava para não ir para escola. Se, hoje, eu tivesse que ir estudar aposto que estaria com um sono danado. Como não tenho, tenho insônia e só. Só mesmo, to sozinha, aqui, nessa cama de casal.
Pensei em terminar de ler O Apanhador no Campo de Centeio, mas pra isso tenho que levantar e acender a luz, o que vai me dar um trabalho que eu dispenso. E com a luz acesa não vou conseguir dormir nunca. Pensei também em pensar em situações chatas ou em garotos chatos, isso sempre me dá sono e, garoto chato é o que não falta por aqui.
Porra! Que droga!
A culpa é do Mimadão que ficou até tarde comigo no MSN, tentando entender minha loucura. A culpa é dele, toda dele. Um motivo eu não tenho, mas a culpa é minha e eu coloco onde eu quiser, oras. O Mimadão está mais perto, na memória. Ele é um cara bacana (e eu sou uma puxa-saco) e vai agüentar a culpa numa boa, eu sei. Pode ser que fique um tiquinho irritado e diga “Puta que o pariu” ou então “Paulistas”, o que eu, sinceramente, acho um bocado engraçado, mas isso fica entre nós.
O sono ainda não chegou e agora são 7:38, vou dormir a merda do dia inteiro. Ainda bem que minha aula de teclado foi na terça, se fosse hoje eu não poderia ir. Em todo caso, eu nem fui pra aula mesmo. Merda!
Melhor eu lutar contra esses olhos aqui, antes que meu pai chegue fazendo barulho. Ele vai acordar minha irmã gritante e abrir a porta pra minha gata entrar. A Hanna, por sua vez, vai andar e andar em cima de mim, ai que eu não durmo mesmo. Pra ajudar, uma tosse chata acabou de dar as caras por aqui. Sorte demais pra uma manhã de quinta-feira, não?
Bem que podia chover, dormir com sol é ruim pra caramba.
Bem que eu podia dormi. Merda! Merda! Merda!
- cof cof

13 comentários:

Roberta Albano disse...

tédio é uma das piores coisas
isso e não sentir nada, nenhuma emoção

essa sensação de querer dormir, e não conseguir
ou então de querer fazer alguma coisa e não ter forças suficientes...

por mais ue seja estranho
eu acho melhor sofrer

Adriano Queiroz disse...

O melhor a fazer era ler o Apanhador no Campo de Centeio. Adorei este livro.

Abraços.

Luiz Calcagno disse...

Dá pra imaginar que ele acorda sua irmã que começa a gritar sem pegar fôlego e ininterruptamente. Férias é um carro que corre em uma estrada lisa e desempedida, mas derrapa e bate no tédio. Abraço

Maíra Souto Maior disse...

Ao contrário de você, ultimamente só faço dormir. Dormir pe maravilhoso mas, dormir demasiadamente é chato, sinto-me uma completa inútil!

Bons sonhos matinais! ;*

Colombina* disse...

O Apanhador no campo de centeio é lindo.

Gaby Soncini disse...

Já tive momentos como esse é não é fácil,por mais que tentamos dormir o sono não chega e o tédio vai tomando conta,pensamos um milhão de absurdos.

Eu adorei seu texto por que senti tudo que você disse e como não to nem um pouco bem e internet assim como você mencionou o msn tem ajudado ao meu estado de espirito de não ficar bem seu texto me caiu como uma luva.

Grande beijo.

Carioca disse...

eu temo se um dia me machuca o verso...

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

Malu Paixão disse...

ahh solidão.. tédio.. me identifiquei muito rsrsrs
ps.: adoooro elephant gun

B. disse...

Merda,me indgino como você quando não durmo,afinal, nós seres humanos necessitamos.
Apensar de eu ja me habituar a acordar assim cedo e ter que fazer algo pra me distrair e tentar durmi,odeio quando começo a pensar,ai que nao durmo.Merda!rss
Minha mãe aposto que grita mais que sua irmã.
Minha casa está em reforma e durmo na sala,minha insonia,minha extrema chatice não deixa eu durmir.
Claridade da sala me incomoda,o somm da rua tbm, e ate os sons aqui de casa me irrita minha cabeca se distrai facil,e o sono vai facil tbm...Durmi,quanto trabalho.

Meu comentario acaba de virar um post.rss

Sir. Cristian disse...

Nom vou falar nada poetico Mih, na moral, vai trabalhar moça! ¬¬"

Emerson Souza disse...

Bom, agora já passou...bom dia.
Bjus.

RafaelCastelli disse...

aaaah o melhor a fazer é dormir mesmo, quando se mora em um lugar onde nao falta gente chata isso é bom demais : ) Teus textos sao tao bons *-*

Carioca disse...

Manhosa! rs.

"Os poucos que viram você aqui
me disseram que mal você nao faz"

bjs