domingo, 18 de janeiro de 2009

Pois é

Eu não tenho palavra, não, quer dizer, não o tempo todo. Cumpro promessas que eu nunca fiz e as que eu faço nunca cumpro. Acho que meu cérebro assimilou essa idéia de contradição. Acho, porque certeza também eu nunca tenho.
Coisas toscas unidas numa pessoa só: Camilinha.
Tenho um bocado de sorte, um bocado grande ainda. E tem gente que acha que eu sou louca, minha mãe acha que eu vou ficar louca de tanto ler. O achismo da minha mãe sempre me fode. Acredito mais nele do que no meu próprio achismo. Ai eu me fodo. Uhum, F O D O.
Toda fodidinha.
E o que fazer nessas horas? Nada!

Achismo é coisa de gente chata; não é tanto quanto a certeza, mas é um bocado chato também. Certeza é coisa de gente chata pra caralho, gente chata e mentirosa, porque ninguém tem certeza de nada hoje, nem teve ontem e nem terá amanhã. Achar também não é uma boa. Não mesmo. Então eu prometo não achar nada!Mas como não consigo cumprir minhas promessas, sempre acho demais e me perco bastante.

Louca eu não sou. Loucos mesmo são aqueles loucos mesmo. Maluquinhos que babam e rasgam dinheiro são loucos. Ser louco assim eu não quero, não. Quero ser uma louca normal e viver minha loucura no meu canto com alguns amigos loucos pra tudo fluir legal. Ia ser um bocado bacana. Podia ter até um cara bonitoso e cabeludo e meio exótico no meio dos amigos. Eu não me importaria. Não me importo com muitas coisas. Eu sou assim, sempre.
Coisas toscas unidas numa pessoa só: Camilinha.
Eu mesma! E sempre com o meu achismo de merda que não me serve de nada e que vai morrer comigo, amigo, querido.

Achismo, luv ya! <3

12 comentários:

Sir. Cristian disse...

"Quero ser uma louca normal e viver minha loucura no meu canto com alguns amigos loucos pra tudo fluir legal. Ia ser um bocado bacana. Podia ter até um cara bonitoso e cabeludo e meio exótico no meio dos amigos. Eu não me importaria"

Talves você já tenha isso! (?)

[Primeiro comentário, só pra provar que acompanho honey ;]

Arlequim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jóta disse...

Eu acho que seus textos são perfeitos...

Bju no coração moça...

MahH disse...

Oi ;]

Adriano Queiroz disse...

Ah, mas o achismo de bar é tão gostoso.
Vc não acha?
Ficar louco de ler é melhor de que muitas loucuras por aí.

Abraços.

Gaby. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gaby. disse...

O que as pessoas acham principalmente as especiais como uma mãe é complicado,mas acho que temos que fazer o máximo para sermos felizes e fazer o que queremos,o que faz nos sentirmos bem,e ser louca de ler minha mãe sempre fala mas acho divino e sinto amor em ler.

Gostei muito do texto,gosto dessa sua maneira nua e crua de se expressar.

Grande beijo

Emerson Souza disse...

Acho que eu gostei do texto...acho. rs
Bjus.

Inquilino do Sublime disse...

Deixei um meme p vc responder la no blog. Sem fazer manha hein! iuhiuhi. E por favor, eu sou mt curioso. me fala ne ?

bjs
Carioca

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

Amanda disse...

Eu sou o tipo de pessoa que sempre acha demais e por isso, eu sempre me ferro legal ><'
Eu acho as coisas e além de achar que isso é aquilo e vice-e-versa eu acabo achando mais do que deveria e começo até a imaginar coisas^^''

É tãooooo ruim! xD'''

Maíra Souto Maior disse...

Eu gosto de achismo, são opiniões próprias, pensamentos próprios, às vezes expressados, às vezes não expressados. Só é ter cuidado para não distorcer as coisas ;D

beijocas.

Blog do Sarge disse...

As mães nasceram pra achar as coisa pra nós, não?
Um dia acreditei que ficaria louco de tanto ler, mas depois descobrir que já era louco antes de adquirir esse hábito, então foda-se rs.

Os loucos são as melhores pessoas.
Você é uma das melhores pra mim.

Beijo anjo.