quarta-feira, 3 de março de 2010

“Se você não quiser entender, tudo bem. Mas não me venha com perguntas que você deveria saber as respostas”.

Foi o que eu mostrei para ele, mas acho que ele nem prestou atenção.

Tentei fazer com que ele levasse o livro pelo menos, mas ele também não quis. Para ser sincera, ele não quis muitas outras coisas e deixou de prestar atenção em várias outras; mas eu não o obriguei a nada, em momento algum.

Uma vez, ou outra, pedia que ele ficasse um pouco mais, mas nunca soube ao certo se ele gostava disso ou se isso o incomodava. Para ser sincera, nunca me importei com o que ele pensava. Ele sim, ele se importava demais; mas não comigo, com o outro.

Talvez se eu tivesse dito que o outro, no lugar dele, não pensaria em nada.

Talvez se eu tivesse dito que há coisas que não podemos controlar.

Que eu não queria o outro eu disse, várias vezes, mas ele não se importou.

Eu também não.

Talvez a falta de importância tenha estragado tudo.

Agora faz frio e chove e é difícil pensar em outra coisa.

Não que eu esteja triste, não é isso, eu não to sentindo nada e isso me assusta ainda mais. Para ser sincera eu acredito, meio desacreditando, que o outro seja apenas uma desculpa. Para ser sincera, eu tenho pensado muito em muitas coisas que eu só não digo por saber que após três minutos vai bater um arrependimento enorme e eu vou me achar a pessoa mais tosca do mundo. Por falta de desculpas vou dizer que eu o adoro, e isso é verdade, mas depois de dizer tantas vezes a mesma coisa a gente acaba perdendo a credibilidade, entende?

Não me importa que ele não acredite em mim, só me importo em não me importar.

É a maneira que eu encontrei para ficar de fora enquanto os dados rolam.

Ele não quis muitas coisas e deixou de prestar atenção em alguma essencial, mas, tudo bem, eu o entendo. Eu entendo que talvez não possa ser assim e que não deve ser assim por motivos óbvios (embora os motivos sejam óbvios apenas para ele). Eu só acho que eu deveria ter dito que o outro, no lugar dele, não pensaria duas vezes; mas eu não disse, eu não disse nada.

Ele disse que ia embora e eu nem me importei em pedir que ele ficasse mais um pouco.

Agora, agora faz frio e chove.

E eu não sei quando ele volta.

Nem se um dia ele vai voltar.

2 comentários:

Rhaissa disse...

"Agora faz frio e chove"

E isso define bastante coisa pra mim. '-'


Por favor, quando você fizer algum texto ruim, me avise? Andei procurando e não achei nenhum x_x

Ahh...Line. disse...

otimize-se mulher...

beijoo