segunda-feira, 13 de julho de 2009

Desabafo, blábláblá e rock'n'roll

Relembrar o passado não me deixa triste, mas ainda não fui capaz de sorrir, abertamente, tendo os olhos voltados para trás. Talvez eu não queira sorrir, com a esperança de que o, tão esperado, sorriso futuro seja maior.
É; eu tenho esperança de um sorriso futuro.
E é essa esperança, essa fé sem propósito, que me destrói. O motivo do sorriso está lá atrás e voltar os olhos naquela direção me impede de sorrir.
Confuso, não é? Eu sei. É complicado demais.
Então essa é a hora em que eu devo reclamar da vida; reclamar de tudo que era para ter sido e não foi e de tudo que foi e não deveria ter sido. Reclamar do que deu errado e blábláblá?
Até gosto de reclamações, mas hoje estou sem saco então prefiro pular essa parte.
Quero simplificar. E aquela história de gritar que eu te amo em frente a sua casa, até minha voz sumir, não saiu do papel. Eu não saí do papel. Nada saiu. Eu nem sei se você mora no mesmo lugar. Eu não sei tanta coisa...
Não sei se ainda usa aquele perfume; se ainda odeia computadores; se ouve as mesmas musicas; se ainda se interessa por história ou, se ainda, me acha a garota mais mimada do mundo. Sei lá. Talvez você tenha mudado seus hábitos; tenha desistido de jogar futebol e decidido usar corretamente seus óculos e, talvez, esteja certo ao dizer que eu mereço uma explicação. Eu realmente mereço, mas não quero. Posso não querer, não posso? Não quero ouvir mais uma vez tudo o que já estou cansada de ouvir.
Desculpa, mas dispenso suas palavras.
É hora de tentar algo novo, hora de voltar os olhos para uma direção menos tensa. Deixar tudo para lá, ou para depois, cansa menos, entende? E eu quero estar menos cansada, e sorrir sossegada, mesmo o meu motivo estando longe.
Existe outros motivos, não existe?
Eu sei que existe, sempre existe.
Eu apenas devo me focar no novo e deixar o velho para trás. Simples. Como uma troca de roupa. Troco o antigo moletom pelo novo. É isso, não é? Simplicidade. Acho que foi isso que você me disse para fazer, não foi?
Não! Não foi.
Você nunca diz nada, apenas insinua. Odeia certezas. E eu odeio parecer tanto com você. Odeio ser, de certa forma, obrigada a entender seus atos apenas por agir exatamente igual. Odeio ser igual. Odeio te entender, odeio essa ladainha toda, odeio desabafos e, odeio ainda mais, não conseguir te odiar. É confuso demais; tanto, que eu já não sei o que lhe dizer. Não sei o que fazer, não sei para onde ir e, muito menos, que nome gritar. Não sei.
Então respiro fundo e fecho os olhos. É uma alternativa, não é?
Fechar os olhos pro mundo e deixar que tudo aconteça sem nenhuma, eu disse nenhuma, interferência minha. Essa historia de abraçar o que eu quero com força já está batida; não tenho força e temo que ele recuse o abraço.
Eu o quero. Assumo. Parei de mentir para mim. Parei de me enganar e fingir que não tenho essa merda de coração. O amo, pra caralho, mas me amo ainda mais. Pode, e vai, parecer egocentrismo, mas é a verdade. Eu me amo e não me permito dar murros em ponta de faca. Não me permito sofrer novamente.
Eu te quero, você sabe, e isso me basta.
Deixo aqui minha angustia de não ter conseguido te fazer feliz, ou de nem ter tentado. Deixo tudo abandonado nessas linhas.
É preciso seguir em frente e sem dor; embora, em segredo, aqui no cantinho, ainda doa. Às vezes a melhor coisa a fazer é deixar o passado no passado.
Eu não tenho escolhas.

E viva o rock'n'roll \o/

9 comentários:

Wagner Kaiowas disse...

"O amo, pra caralho, mas me amo ainda mais". É dolorido!
Com os papéis invertidos, é o que tenho passado nos últimos dias. O que mais quero neste momento é amar a maravilhosa mulher que cruzou o meu caminho e que conseguiu entrar dentro do meu peito, mas... Dói!
Ontem eu comecei a escrever algo pensando nela. Queira postá-lo em meu blog - muito mais que isso, é falar pessoalmente pra ela -, mas é algo muito particular para publicar.
Às vezes acho que esse sofrimento está me levando à loucura, mas tudo não passa de paixão. E que paixão!

Tisc, é isso... Seu texto foi além dos meus olhos e nem se quer entrou em minha mente. Seu texto teve a coragem de tocar dentro do meu coração. Tisc...

Beijão, fica bem...

Está cada vez melhor Arlequim, parabéns! Mas não faz mais isso não, doeu!

B. disse...

"O amo, pra caralho, mas me amo ainda mais"

Não quero amar,não devo amar ,mais im eu o amo.minto pra mim diversas vezes em relação ao que sinto.

O meu amor por mim está baixo,minha insegurança em alta,e o que posos fazer,já o perdi =/

Tenho que seguir,não é ?


=*


Parabéns mais uma vez por conseguir transmite o que muitos sentem e não consegue!e por desabafar tão claramnete e formosa seus sentimentos

laura disse...

voce realmente é uma pessoa qe parece qe esta passando ou pensando nos que os outros querem dizer e nao sabe se expressar. Mais uma vez, voce arrazou !

Amanda disse...

Engraçado, acho que eu já te falei isso antes, mas vou falar novamente.
Sempre que eu estou passando por algo, seus textos me ajudam. Eles sempre falam exatamente sobre o que eu estou passando e lê-los é muito bom. A gente até tenta deixar o passado pra trás, mas quando 'ama pra caralho' é meio difícil, muito difícil na verdade.
Acho que o jeito é deixar os dados rolarem.

Sir. Cristian disse...

É, não sou do tipo que vai fazer comentários úteis e poéticos a ti minha querida, porém, devo dizer que me achei nessas linhas, continuo ti seguindo, e continue escrevendo!

Beijão Mih ♥

Malu Paixão disse...

'caaraaacoleesss!!!!'... as vezes acho q vc é profunda demais pro meu Q.I.< 70 ;
Que reflexão!! parabéns!!!
mas, de vdd, acho q é por isso q eu estou sempre aqui; pq seus textos são incomuns. Se fossem normais demais, seriam monótonos, e se fossem monótonos nem meu Q.I. menor que 70 aguentaria hehehe.
É bom deixar um 'pontozinho' de interrogação na cabeça do leitor!!
Eu já estava com saudades. Nunca pensei que fosse arranjar o 'lado ruim das férias'. Ficar longe dos blogs q acostumei a visitar é muuuuuito difícil. Toda hora eu pensava "Estou perdendo tempo.. poderia estar conhecendo melhor e aprendendo com meus amigos-blogueiros!" hauahaua;
mas bem, estou de volta!
Boa semana pra vc amiga! bjão

Andréia disse...

o amor só enloquece agente neh? amor e passado então nem se fale

beijos

Eu, Thiago Assis disse...

A gnt não consegue saber tudo, por isso q temos sempre q tomar decisoes complicadas.

Ahh...Line. disse...

ai caraaai, tuh sabe ser buuuunita muié!